Seguidores

segunda-feira, 4 de junho de 2012

Pensamento de um passarinho

 
Canto tico tico - São Manuel - São Paulo

Deram-me a liberdade, abriram à gaiola!
Eu nem pude acreditar!
Olhei desconfiado e pensei...
-Eu não sei voar!


Acostumado com os limites de espaço
Lembrei-me de todas as vezes que eu tentei fugir
 e fui vencido pelo cansaço!
Eu sempre via os meus amigos 
fazendo voos rasantes pelo céu, porém eu só via
Pássaro de gaiola não voa, 
de tão triste nem canta, só assovia!
Com receio e isolado do mundo eu pensei...
- A porta está aberta, será uma armadilha?
-Se eu sair o que irão fazer comigo eu não sei!


Eu sou pássaro de gaiola condicionado
a viver uma vida sem horizontes, eu  sou desconfiado!
Gaiola aberta para mim não quer dizer nada
As horas são iguais, tanto faz ser dia ou madrugada!


Dá vontade de sair e enfrentar o meu medo
Arriscar a minha vida, 
melhor do que a triste sina de viver preso
Porém encolho-me num cantinho, 
como quem fica esperando a morte
Desacreditando de tudo,  
até da minha própria sorte!

Janete Sales-Dany

Poesia Registrada na Biblioteca Nacional
Registro: 606038
Livro: "EU VOU ABRAÇAR A VIDA!" E OUTRAS

Nenhum comentário:

Postar um comentário