Seguidores

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Versos de quem sente fome!


Hoje eu quero conversar com o seu coração
Dizer-lhe que eu me envergonho de ser um pedinte
Porém mesmo assim eu estendo a minha mão!

Os cheiros das frutas me lembram um sabor
 que hoje eu não posso provar
Nas docerias os doces coloridos 
só podem ser pinturas na minha visão
Das portas dos restaurantes 
saem um aroma que me fazem flutuar

Meus pés estão descalços, 
a minha roupa rasgada e o meu estomago vazio!
Nos mercados eu não posso entrar, 
eu sou visado como um ladrão
O meu sonho de consumo de longe eu espio!

Alguns alimentos às vezes 
você se enjoa de comer e joga fora
Em vez de embrulhar e levar para alguém que sente fome
Pense naquele que há dias não come 
e sobrevive de esmolas!

Este alguém sou eu meu irmão
A minha imagem nunca agrada
Como eu vou chegar ao fundo de um coração?

Estou caminhando de joelhos
Acredite, eu nunca imaginei que um dia iria estar assim!
O que mais me entristece não é a fome, é o seu desprezo!

À noite é a hora em que os sonhos
 vão além da imaginação
Enquanto eu sonho com um prato de comida
Você sonha com um carro de ultima geração

No inverno eu me cubro de coragem, 
eu não tenho cobertor
A minha cama é um pedaço de papelão
Eu me apodero dos seus lixos, 
sobras que para você não tem mais valor

Não se culpe, cada um deve levar a sua vida!
A minha fome eu engano 
com um pedaço de pão amanhecido
Você não é obrigado a me dar guarida!

Porém não me rotule, me tratando como um delinquente
Isto sim é cruel!
Dói muito mais do que ser chamado de indigente!


Janete Sales (Dany) 


Licença Creative Commons
O trabalho Versos de quem sente fome! de Janete Sales "Dany" foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.




Honestidade Nao Tem Preço, 
Casal de Rua 
Devolve 20 Mil Reais que Encontrou na Rua!


"Casal 20 mil" são recompensados












.

6 comentários:

  1. Oi Danny

    A maior dor realmente não é a dor corpo é a do abandono e da indiferença, a imensa solidão mesmo em uma metrópole lotada. Que triste!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Van!

      Ás pessoas sempre arranjam uma desculpa para não olhar o sofrimento alheio!
      É mais comodo...
      Ao dizer que todos são marginais, a pessoa entra no seu mundo pequeno e fica lá vivendo uma vida egoísta!
      O egoísmo está destruindo o mundo aos poucos...
      Mas nós temos que pensar que o que afeta o nosso semelhante, uma hora ou outra acaba por nos afetar também!

      Obrigada querida pelo belo comentário!

      Beijos

      Excluir
  2. Dany,Boa noite querida...
    E que versos tristes, mas que mostram a realidade como ela é, sem máscaras ou maquiagem....
    O desprezo é o pior sentimento e só quem passa fome, perambula pelas ruas sem um lar sabe bem o que é isso...

    Mas sempre existe uma notícia reconfortante ao final: que história linda a do casal simples, humilde que devolveu o dinheiro! Tanto caráter assim não se encontra , é uma preciosidade!
    É tão maravilhoso saber que estão contratados!
    Gente que faz, que é linda demais!!
    Os olhos do casal dizem tudo, ambos passam uma ternura!!!

    Obrigada Dany, é bom ter um choque de realidade, mesmo em forma de poesia!!!
    Beijos e uma semana muito boa amiga!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Adriana!

      Boa noite querida!

      É muito triste aguém estar passando por privações e ainda ser tachado de mal elemento!

      Não é a primeira vez que eu faço uma poesia voltada para esta situação!
      Eu cresci num bairro probre, e enfrentei dificuldades na minha infância, não passei fome, mas sei valorizar as pessoas pelo o que elas são!

      A vida difícil da minha mãe separada do meu pai que trabalhava muito para criar eu e meu irmão, foi um exemplo para mim!
      Poder aquisitivo não é atestado de bondade!
      Eu já conheci tantas pessoas em situações difíceis que nunca se desvirtuaram, continuaram íntegras!


      Este exemplo deste casal é interessante e demonstra o que eu queria dizer nesta poesia!

      Eu que agradeço à você Adriana, pelo seu comentário reflexivo!

      Muito obrigado, mesmo!

      Beijos e uma ótima semana para você Amiga!

      Excluir
  3. Pois é minha amiga,

    Seus versos são lindos mas de uma triste realidade, o julgamento precoce das pessoas aumentam a dor de quem sente fome instigando ainda mais a sua vontade de comer justiça, amor, respeito, dedicação, atenção..alimentos estes que os fazem se sentir "HUMANOS"...

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cecília!

      Boa noite Amiga!

      É verdade quem está passando necessidade é que sabe o que é a dor da fome!

      A gente imagina...mas sentir na pele é outra coisa!

      Sim eles tem sede de justiça, respeito e não custa nada nós sermos solidários!

      E o principal...nunca julgar eles pela aparência, nenhuma roupa demonstra o que alguém é!

      Querida muito obrigado pelo belo comentário!

      Uma ótima semana para você!

      Beijos e abraços

      Excluir