Seguidores

sábado, 1 de setembro de 2012

O milagre aconteceu, o poeta escreveu!



Roubaram a inspiração do poeta enquanto ele dormia
Ele acordou com uma sensação estranha, 
a mente vazia!
Ele supôs que aquele sentimento iria passar
Que logo o seu raciocínio de poeta 
iria nos versos se aventurar


Era primavera e ele não fez os versos das flores
Época em que é espontâneo falar de amores
Poeta nunca deixa de ser poeta
Pensou que isto iria se dissipar na certa!


No verão o coração do poeta não estava aquecido
E de escrever poesia ele até havia esquecido
Chegou o outono e as folhas caíram
E  palavras em versos da boca do poeta 
nunca mais saíram

Então o frio do inverno se principiou e ele chorou
Em todas as estações do ano ele não versejou!
A sua vida ficou sem razão
Para onde levaram a sua emoção?



Para se inspirar ele andou na chuva
Provou do sabor agradável das uvas
Apreciou uma criança brincando
Ouviu um pássaro cantando


Ele queria falar das estrelas, da lua e do mar
Compor um poema e cantar uma canção
Porém ele não conseguia meditar
Então no desespero ele fez uma oração...

Lua traz de volta para mim o que é meu
Sol ilumine a minha estrada e não me deixe no breu
Que os anjos venham me auxiliar
As mãos de uma deusa em versos eu quero beijar!

Ouça-me universo e responda ao meu clamor
Que eu escreva as mais belas poesias de amor
Que eu saiba falar em versos sobre a dor do meu irmão
Que as minhas palavras impregnem de luz 
onde houver escuridão!

Socorre-me meu Deus venha em meu auxílio!
Eu não suporto este exílio!
Naquele exato momento o milagre aconteceu!





Licença Creative Commons
O trabalho O milagre aconteceu, o poeta escreveu! de Janete Sales "Dany" foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário