Seguidores

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

Poesia, a Fusão do Princípio e do Fim!



Vejo imagens caminhando em minha direção
Minha contenda com o pássaro e o dragão
Os anjos que trazem a luz na escuridão
Os fantasmas que assombram a solidão

Vejo cores aonde elas nunca existiram
Enlouqueço ao ver que as pedras respiram
As letras saltam me desviando da realidade
Vagueio de encontro à perpétua saudade!


Vejo o meu intimo totalmente despido
Sinto-me morta sem nunca ter morrido
Provo das dores que eu nunca imaginei
Falo com intensidade daquilo que não sei




Vejo rosto triste e alegre me encarando
Pássaros perdidos a procura do bando
A escuridão que me puxa para o fundo
A claridade que ilumina o meu mundo

Vejo a outra face da minha alma nua
Mergulho no lago que reflete a lua
Contemplo a fúria do mar em mim
Faço a fusão do princípio e do fim!

Janete Sales
"Dany"
21/01/2013 


Imagens:
Google image




Licença Creative Commons
O trabalho Poesia, a Fusão do Princípio e do Fim! de Janete Sales Dany foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário