Seguidores

sábado, 3 de agosto de 2013

Deixe-me olhar a cruz


Vida me mostre à trilha
Afaste-me da armadilha
Vida me ostente a luz
Deixe-me olhar a cruz

Vida não me tire à ternura
Não me roube à brandura
Não desfaça o meu sorriso
Pois tudo isto eu valorizo

Hoje eu ando em espinhos
Vivo carecido de carinhos
E não consigo me enfrentar
Aonde vou me encontrar?

Vida me mostre à saída
Cicatrize a minha ferida
Eu tenho tanta urgência!
Repõe a minha inocência

Algo que eu nunca pressupus
Todos os meus medos eu expus
Então veio a abstinência da luz
Deixe-me contemplar a cruz!

Eu me pergunto se faço jus?
Daquele que ainda me conduz?
Ele converte as trevas em luz
“O Amor Incondicional de Jesus”
Janete Sales Dany

Licença Creative Commons
O trabalho Deixe-me olhar a cruz de Janete Sales Dany foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário