Seguidores

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

CRISTO REDENTOR



C - Cristo Redentor é uma estátua no Rio de Janeiro
R - Reluz no alto e traz lágrimas no olhar do romeiro
I - Incrível e belo, às vezes quase coberto de nuvens!
S - Sólida imagem, nos lembra da fé e da humildade...
T - Trazendo uma mensagem de paz para a humanidade
O - O amor é o sermão que caminha ao lado da verdade

Para quem virou brilho de estrela



Quem a gente ama é imortal
Pode a vida terrena terminar
Mas o amor continua a amar
É um elo indestrutível e eterno

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

Bom dia, poesia!





No quarto escuro a vida só escurecia...
Mas ao abrir a janela um vento aparecia
E a poesia me dizia: Bom dia!

Alma leve banhada de mil cores
Enche o meu céu de beija-flores
Vem me saudar com o vulto envergado de flores

De manhãzinha ela aparece com o sol
E a tarde me oferece a formosura do arrebol
Divina, inspiração que a toda hora me fascina!

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

A fé e as dores; na beira do abismo nascem as flores...

Sem demora vem à primavera; florindo a vida!
Ostentando o branco nas pétalas da margarida
Proporcionando o perfume sedutor do jasmim
Estampando criações primorosas em nosso jardim

Botões se abrindo em lugares que só eram solidão
Poetas contemplando o prazer de uma nova criação
Flores ousadas desabrochando no alto da montanha...
Entre as pedras resistentes; ênfase de uma façanha!

Você matou para sempre a sua primavera!




Você destruiu o jardim que eu plantei
Esmagou as flores que eu tanto reguei
Você vivia fingindo que me adorava
A grande realidade é que me odiava

Eu percebia a inveja que lhe dominava...
Eu só queria ser eu e jamais lhe invejava!
O seu olhar impetuoso me sondava
Fulminava os sonhos que eu plantava

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

O sorriso dos animais

Existem pessoas que não conseguem 
ver o sorriso na face dos animais
Isto deve ser porque a vida 
deste alguém não sorri mais

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Árvore de Natal - Acróstico




A minha oração iluminou o meu quintal
Resplandeceu na minha árvore de Natal
Vários anjos vieram me visitar
O amor reluziu no ar
Raios de luz
E apareceu o menino JESUS

Pensamento vinte e nove para refletir: Os nossos pensamentos limitantes



Prenderam um cego num buraco escuro
Ele não conseguia sentir o calor do sol
Ele engatinhou nas profundezas de si mesmo
Procurou uma saída com as mãos...
E só encontrou paredes crespas
Os dias se passaram e ele ficou vazio...
Envelheceu naquele lugar triste e frio

E de repente o buraco se abriu...
As rugas ficaram úmidas e o cego saiu! 

Enfim, estava solto, mas ainda sentia as paredes...
Elas persistiam naquele ser excluído da sociedade
Então, ele retornou para o buraco e dormiu... 

Assim são os nossos pensamentos limitantes...

Criados anos a fio por fatos acontecidos
Medos no subconsciente roubam o colorido
Às vezes vemos paredes onde não estão!
E nós mesmos inventamos a nossa prisão...

Janete Sales Dany
Licença Creative Commons
O trabalho Pensamento vinte e nove para refletir de Janete Sales Dany está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Faça brilhar a estrela de Natal. A luz não está no visual!


É Natal...
Tem festa e alegria
Alguns comem numa mesa farta
E outros, a fome, mata!
O brilho ofusca o olhar do descamisado
Pessoas com presentes dentro das sacolas
O pedinte estendendo a mão por uma esmola
Crianças viciadas na praça cheirando cola
Fogos a meia noite assustam os cães
No orfanato há olhinhos esperando por mães

É Natal...
As ruas estão coloridas
Nos asilos os idosos estão ansiosos
Para alguns, uma espera infinita!
Se alguém chega o coração palpita
Às vezes, nenhuma visita...
Olhares cansados de esperar
O que nunca vai chegar!

É Natal...
Gente se abraçando e festejando
Num ano inteiro alguém sofreu bullying
E não consegue se animar
No ano que vem a maldade vai continuar
Haverá quem menospreze a aparência alheia
Quem faz isto é que tem a alma feia
Alguns colocam brilhos na casa inteira
Mas da boca sai tanta sujeira!
Faça brilhar a estrela de Natal...
A luz não está no visual
Beleza interior é o essencial!

sábado, 13 de dezembro de 2014

Olhe nos olhos de um idoso e veja o teu destino...




Não abandone o idoso num asilo.

Um pai e uma mãe precisam do apoio de um filho.

Você careceu do homem e da mulher para nascer...

Isto não dá para esquecer!

Eles são a razão da tua existência...

Eles não merecem a tua ausência!

Hoje estão castigados pela ação do tempo...

Eles eram tão parecidos com a tua aparência!

Um dia você também terá rugas...

Mas isto não mudará a tua essência.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Pensamento um para refletir:




O temporal surgiu 
e todas as más lembranças me abraçaram.

O elevado parecia que ia desabar em cima de mim.
Quase fiz uma tolice.

Pensamento sete para refletir:




Um poeta escreve palavras ilusórias 
e nelas coloca muita convicção.

Escreve que é triste e está sorrindo; 
escreve que sorri e está chorando.

Escreve que odeia e está amando; 
é um inventor sem limites...

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Mandela, a terra te ama!

 

A paz não morreu
Pois no céu floresceu
Mandela...
Até agora está acesa a tua chama!
Saiba que a terra te ama
Ficou no eco da humanidade...
O teu grito por liberdade
A tua luta pela igualdade
O teu não à discriminação
A tua luz na escuridão
Que seja eterna a tua lição...
Devemos viver como irmãos!
Mandela, a terra te ama!
Ainda está acesa a tua chama...
Será para sempre...
Eternamente!

Janete Sales Dany

Licença Creative Commons
O trabalho Mandela, a terra te ama! de Janete Sales Dany está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.



quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

NELSON MANDELA - ACRÓSTICO



N - Negro corajoso que lutou contra o racismo
E - Enfrentou todos os obstáculos com otimismo
L - Líder sul africano que se opôs ao apartheid
S - Soube gerir campanhas cruciais de alerta a aids
O - Olhar que jamais se fechou, pois sempre lutou...
N - Não se abateu, até na prisão injusta em que viveu!



terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Vejam as cores que saem de mim!


Sou de várias cores...
Amarelo do sol
Laranja do arrebol
Verde do matagal
Lilás do alto astral
Azul do elevado
Rosa delicado 


segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Pensamento onze para refletir:




Lancei as minhas sementes de amor,
porém as que vingaram vieram de outras mãos.
Lamentei a perda e esqueci o solo ingrato...
Dias depois, as minhas sementes haviam brotado...
Flores de todas as cores esperavam o meu olhar...