Seguidores

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Faça brilhar a estrela de Natal. A luz não está no visual!


É Natal...
Tem festa e alegria
Alguns comem numa mesa farta
E outros, a fome, mata!
O brilho ofusca o olhar do descamisado
Pessoas com presentes dentro das sacolas
O pedinte estendendo a mão por uma esmola
Crianças viciadas na praça cheirando cola
Fogos a meia noite assustam os cães
No orfanato há olhinhos esperando por mães

É Natal...
As ruas estão coloridas
Nos asilos os idosos estão ansiosos
Para alguns, uma espera infinita!
Se alguém chega o coração palpita
Às vezes, nenhuma visita...
Olhares cansados de esperar
O que nunca vai chegar!

É Natal...
Gente se abraçando e festejando
Num ano inteiro alguém sofreu bullying
E não consegue se animar
No ano que vem a maldade vai continuar
Haverá quem menospreze a aparência alheia
Quem faz isto é que tem a alma feia
Alguns colocam brilhos na casa inteira
Mas da boca sai tanta sujeira!
Faça brilhar a estrela de Natal...
A luz não está no visual
Beleza interior é o essencial!


É Natal...
Nem sempre é sorriso
Lá fora alguém dorme na calçada
E existe criança mal alimentada
Um tiro soa junto com o sino
Pranto ao ver a morte de um menino
Quem pode ter matado?
Um pai viciado...




É Natal
Estranho, o preço de tudo subiu...
O poder aquisitivo diminuiu!
Todo mundo quer ganhar
É a hora que o povo vai gastar
Aquele que juntou um pouquinho...
Compra o básico e nem dá para o vinho!
O salário é tão pequenininho...
Mas como driblar estes preços absurdos?
Nesta hora o político ficou surdo...
Promessas esquecidas e agora está mudo
Aposto que na mesa dele tem de tudo!
Se ele soubesse a dor que causa esta falsidade...
Coloca lágrimas nos olhos da humildade!
Não se envergonha desta crueldade...
Quanta maldade!

É Natal...
Esqueçam a tristeza
Frieza...
Não dá para consertar o mundo
O bem e o mal neste paraíso fecundo
Terra do sorriso e da dor...
Vamos comemorar o nascimento do amor!
Que ele renasça dentro de cada criatura
Ame o teu semelhante, esta é a cura!
Cada vez que ver alguém sofrendo...
Se coloque no lugar!
Isto é amar...

 
É Natal...
Mas quando a festa acabar continue sorrindo
Apesar de tudo isto, o mundo é lindo!
Saiba abraçar como abraçou
Saiba amar como amou
Seja a ternura no olhar
Continue sentindo a vontade de ajudar
Então quem sabe no próximo Natal seja diferente
Felicidade para toda gente...
Assim será somente luz
Fique com Jesus!

Janete Sales Dany

Licença Creative Commons
O trabalho Faça brilhar a estrela de Natal. A luz não está no visual! de Janete Sales Dany está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.






Prêmio que recebi da Peapaz  
Poetas e Escritores do Amor e da Paz
 Com este poema participei 
Da Tertúlia Poética nº 15
Tema Natal

Nenhum comentário:

Postar um comentário