Seguidores

sábado, 10 de janeiro de 2015

Soneto Alma Cigana



Liberdade profunda no viver
Natureza que brinda toda trilha
 Coragem que tempera o florescer
Povo de paz recusa uma guerrilha!

O preconceito afronta o coração
O sangue na veia dá todo perdão
Alma cigana eclode na emoção
Salve Povo Cigano na oração

Viajam nas estrelas luminosas
As veredas ornadas de mil rosas!
Santa Sara reluz e abre a estrada


A fogueira ilumina a solidão
Um gitano garboso faz canção
Energia de uma vida encantada!

  Janete Sales Dany
Obra protegida
 T5097921
Licença Creative Commons
O trabalho Soneto Alma Cigana de Janete Sales Dany está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Este poema participa da Vida Cigana na Peapaz.
Certame: Povo Cigano, povo Liberto!
http://danysempre.blogspot.com.br/2015/01/soneto-alma-cigana-corrigido.html 
Este poema foi postado novamente no dia 12/01/2015, 
fiz algumas correções.
A última linha da última estrofe não alcançava as dez sílabas 
de um Soneto com versos decassílabos heroicos, 
agora já feita a correção.
Clique na imagem e será encaminhado 
para o novo link na qual exponho 
este soneto com estas modificações:
Onde se lê 
Energia de uma vida encantada
agora com a correção:
Energia de uma vida renovada



Poesia registrada na Biblioteca Nacional
No livro "O endereço é uma ilusão e outras"
Página 15

Meus Sonetos em versos decassílabos heroicos
Clique no nome em dourado para ver:
http://danysempre.blogspot.com.br/2015/01/soneto-cigano.html
http://danysempre.blogspot.com.br/2015/01/soneto-jardim-florido.html
http://danysempre.blogspot.com.br/2015/01/soneto-jarro-sedutor.html
http://danysempre.blogspot.com.br/2015/01/soneto-alma-cigana-corrigido.html
http://danysempre.blogspot.com.br/2015/01/soneto-alma-de-amor.html
http://danysempre.blogspot.com.br/2015/01/soneto-coracao-cigano.html
http://danysempre.blogspot.com.br/2015/01/soneto-do-coracao-ferido.html
http://danysempre.blogspot.com.br/2015/01/soneto-do-amanhecer.html
http://danysempre.blogspot.com.br/2015/01/soneto-alma-poeta.html
http://danysempre.blogspot.com.br/2015/01/soneto-sara-kali.html
http://danysempre.blogspot.com.br/2015/01/soneto-menina-pobre.html
http://danysempre.blogspot.com.br/2015/01/soneto-chao-trincado.html
http://danysempre.blogspot.com.br/2015/02/soneto-da-paz.html

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigado querido amigo Theo.
      Tive que fazer a mudança...
      Contar as silabas poéticas com precisão,
      é para mim um grande desafio a ser vencido.
      É preciso muito treino, muita interiorização.
      Muito amor pela poesia, pois toma tempo...
      Porém fazendo algo que amo, o tempo que uso para isto...
      É válido, aprender sempre, eternamente.
      Isto é o que o poeta tem que fazer!

      Fico feliz que tenha apreciado.
      Obrigado pela presença e estímulo
      Um dia de paz
      Abraços

      Excluir