Seguidores

terça-feira, 7 de julho de 2015

Soneto Pássaro Cativo - Decassílabo Heroico



Sou fascinada por você, querido!
Mas fui te prender em meu coração
 E preso, a vida fica sem sentido
Seu porvir é rasgar a imensidão


Não pode olhar o seu jardim florido
Não vê o sol e não faz uma canção
Então me olha assim com o olhar ferido
Sem o azul vai viver sem emoção




Pássaro aflito vou te libertar!
Saudade virá, não quero chorar...
Eu vou romper as grades temerosas


E quando for embora vou sofrer
Até que enfim o céu vai te acolher
Se voltar vou te dar as minhas rosas!

Janete Sales Dany
Poema Registrado na Biblioteca Nacional
No Livro:
O Amor Morre e não vejo compaixão e outras
 Poema@Todos os direitos reservados

Licença Creative Commons
O trabalho Soneto Pássaro Cativo de Janete Sales Dany está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Com este poema participei 
da Antologia Imagem e Literatura Peapaz 

Nenhum comentário:

Postar um comentário