Seguidores

terça-feira, 25 de agosto de 2015

A Vida é um Milagre que devemos Celebrar...





Um vento brando chegou.

O sol raiou, e a vida esquentou...

Nos campos as flores se abriam compondo um formoso desenho.

Perfumando o ar e fazendo o passarinho cantar...

Ah, tão bela a margarida, com um branco tão intenso que doía o meu olhar.

O beija flor procurava o hibisco, como alguém que procura água quando está com sede...

As rosas convenciam os namorados para a entrega e eles não enxergavam os espinhos nos galhos delas.

Muitas cores premiavam a vida. Teciam desenhos no meu jardim...

A alma da primavera caminhava e despertava o encanto por onde passava.

Meus braços se abriam como se quisessem enlaçar aquela tela!

Parece que tudo tinha sido pincelado com o intento de causar fascinação

Diante de tanto esplendor, como o ser humano pode pensar em solidão?

Só eu sei o quanto estava eufórica, e agradeci...

Então, algo de súbito aconteceu, senti o solo vibrar debaixo dos meus pés.

O meu olhar viu todo aquele encanto murchando...

As flores morriam uma a uma, e eu comecei a chorar!

A ambição havia dizimado a primavera.

O colorido ficou cinza, o beija-flor morreu...

Despetalaram as pétalas da margarida.

Destruíram a minha vida...

Guerra maldita, eu pensei.

Mataram a esperança que plantei!

O chão fecundo consumido pelo fogo...

Qual o motivo que eu teria para sorrir de novo?

Jamais aconteceria um novo alvorecer

Deitei na minha cama para esquecer

Adormeci chorando por tudo aquilo que perdi

A tristeza cravada dentro do meu coração...

Sem as flores como alguém comporia uma canção?

Algumas horas se passaram e eu acordei com o canto do sabiá...

Ele estava no meio do meu jardim

Viçoso e alegre ressaltando no pé de jasmim.

Ele se expôs para dizer que a primavera não teve um fim

As flores ainda estavam ali, e assim acabou o pesadelo que eu vivi.




A natureza dizia que as sementes ainda iriam brotar.

Que valia pena viver e amar.

E de felicidade eu comecei a chorar!

A vida é um milagre que devemos celebrar...

Muitas flores eu hei de plantar.

Janete Sales Dany 
Licença Creative Commons
O trabalho A Vida é um Milagre que devemos Celebrar... de Janete Sales Dany está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 Grupo Antologia Imagem e Literatura PEAPAZ

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Deixe Sua Luz Brilhar - Reflexões que te levam a pensar...

http://deixesualuzbrilhar.blog.br/
Dê um clique na imagem 
e adentre num mundo de pensamentos
Refletir sempre nos leva ao melhor!
Logado no Facebook
você pode compartilhar belos pensamentos
escolher a imagem,
E ainda colocar a sua foto de perfil...
Pensar é viver...
Se penso é porque ainda existo
Ah eu creio nisto... 

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Minha participação na Antologia do Grupo Editorial Beco dos Poetas: "Alma de Poeta"

 

É com muito contentamento 
que estou divulgando a minha presença:
Antologia do Grupo 
Editorial Beco dos Poetas & Escritores Ltda:
 "Alma de poeta".
Este é o meu primeiro livro 
e participo juntamente com outros poetas. 
Como são vários ficou muito interessante,
pois cada um com seu estilo...
Somando cada participação,
vejo que ficou deslumbrante
Honrada e feliz estou...
Espero que gostem  
Pretendo fazer um solo...
Agora a divulgação:
CLIQUE NA ALMA DE POETA QUE SERÁ DIRECIONADO:
http://www.feiraliteraria.com.br/index.php/antologia/alma-de-poeta.html


domingo, 16 de agosto de 2015

Espero por um porvir que não vai existir





Esperei pela lua
Porém a noite foi escura
Esperei pelo nascer do dia
E não surgiu a luz que eu tanto queria
Vivo numa espera que não tem fim
Abandonei a vida, ou ela se esqueceu de mim?
No silêncio das minhas horas a alma chora
O mundo não percebe o meu olhar que implora
Esta solidão que eu criei vai roubando meu ser
Todos os dias espero que algo possa acontecer
Quando caminho nas ruas fico procurando o que perdi
Ando nos mesmos lugares e parece que nunca estive ali
O mundo está distante da minha mão
Não ouço voz e nenhuma canção...

domingo, 2 de agosto de 2015

Furor literário




Vou folhear os livros
E vou devorar as letras
Até elas não caberem mais em mim
E continuarei a ler mesmo assim
O meu aprendizado nunca terá um fim
Atravessarei as noites estudando alguma história
E vou manter cada capítulo vivo na minha memória
Lerei as notícias do jornal matutino e até do vespertino
Vou me enlevar com textos que ensinem a tocar um violino
Farei análise das receitas que falam da comida natural

A imagem da paz





Um cigano tocava um violino
E estava no alto daquela serra
Foi o som mais lindo...
Que ouvi na minha terra!
Uma cigana suspirava
E o olhar dela o admirava
Era muita emoção
Tinha a mão no coração

SONETO FONTE DO AMOR - Decassílabo Heroico




Existe um lugar para ser feliz

Éden que todos podem alcançar

Jorram bênçãos do belo chafariz

E lá se vive com a paz no olhar


Vejo anjo e vejo rosas, sempre quis!

Jardim encantador que faz sonhar 

Em toda parte nasce a flor de lis

Nesta terra também quero morar


Vivemos procurando a amada paz

Eu busco a vida toda, sou capaz

Por lá todo ser tem o seu valor



O preconceito perde toda a vez

Lugar que tanto faz a cor da tez

Quero me alegrar na Fonte do Amor!


Janete Sales Dany

O trabalho Soneto Fonte do Amor de Janete Sales Dany está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.




Este poema também em vídeo  no meu canal de Youtube