Seguidores

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

O Amor Sempre Vence


Tão pequenina a menina...
Tão frágil e assim mesmo apanhava
A mãe batia nela com uma cinta
Batia porque sorria ou porque chorava...

Sempre haveria de apanhar
Se fizesse certo parecia errar
A mãe nunca usou a palavra amar
A menina nem podia reclamar

Dormia pensando na surra do outro dia
Ao acordar lembrava o pesadelo e nem sorria
A cinta em cima da mesa era uma assombração
Corria quando a mãe colocava a mão
Deus do céu vinha vindo à agressão!

O corpo franzino repleto de cicatriz
Ao apanhar dizia: - Mamãe o que fiz?
Então, apanhava mais ainda por esboçar o medo
Não haveria de ganhar nenhum brinquedo


As outras meninas tinham bonecas
A dela era imaginária e se chamava soneca
Balançava no colo a imaginação
Aquela ilusão era a única diversão

E a vida foi passando e a mãe a abandonou
A menina virou mulher e nunca mais apanhou
Encontrou um amor e com ele se casou
Depois de um tempo, engravidou!

Quando a filha nasceu uma lágrima escorreu
A mulher sofrida pensou bem lá por dentro:
-Eu vou te dar o carinho que a minha mãe não me deu
Já não existia a menina que apanhava e sim a que amava

No colo, trazia um tesouro, o amor que prevaleceu!

Janete Sales Dany

Poema@protegido por lei

Registrado e imortalizado na Biblioteca Nacional
No Livro: " Cântico da Eternidade e outras"

Licença Creative Commons
 Licença Creative Commons
O trabalho O AMOR SEMPRE VENCE de Janete Sales Dany está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Primeira foto menina chorando quadro do pintor:
Giovanni Bragolin
https://pt.wikipedia.org/wiki/Giovanni_Bragolin
Fiz o gif com o programa Gimp.
Deformação interativa:
coloquei movimento nos olhos,
boca e lágrima.

Fotos apenas ilustrativas.
Segunda foto mãe com filha no colo
Site Pixabay: Domínio Público

6 comentários:

  1. Chorei... Vc para mim é o Supra sumo da sensibilidade!! Ela só ñ supera seu talento!! Adoro vc!! Meus mais sinceros e emocionados Parabéns!!! Bjssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite Querida Arianne!
      Obrigada pelas palavras generosas...
      Fico imensamente feliz que tenha apreciado,
      e que eu tenho tocado seu coração com as minhas linhas singelas.
      Agradeço de coração
      Uma noite repleta de paz
      Volte sempre
      Beijos

      Excluir
  2. Que lindo Janete !
    Parece aquelas histórias tristes da gata borralheira
    mas você está certa , o amor sempre vence !
    abs
    Kiko

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. bom dia Kiko.
      Fico feliz que gostou
      E que teve este olhar atento para com o meu poema...
      Obrigado pela presença e visita ao blog.
      Volte sempre
      Um dia repleto de paz
      Grande abraço

      Excluir
  3. "O Amor sempre vence", poema lindo.. Sempre queremos retribuir a outrem, aquilo que não tivemos ou gostaríamos de ter tido, em especial o amor!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim querida Neide Moraes...
      Obrigada pela linda presença e estímulo
      Uma semana de paz
      Volte sempre
      Abraços

      Excluir