Seguidores

domingo, 22 de novembro de 2015

Soneto Rio Doce - Decassílabo Heroico


Meu rio doce que já me fez feliz
Lugar em que eu pescava até dourado
Eu pergunto que mal será que eu fiz?
Avisto lama e fico até cansado!

Quando vai renascer ninguém me diz
O pranto cai no bagre sufocado
Lama que enlaça, que sina infeliz!
Quando acordo só quero ter sonhado...


Nadei nele nas tardes de calor
Hoje no entardecer é mar de dor
Em outrora alcançava o meu sustento
O rio está triste, tem alma e reclama...
Morre a fauna, coberta pela lama
Em vez de vida existe sofrimento!
Janete Sales Dany
Poema @Todos os direitos reservados
T5457260
Também no Youtube clique no Ícone abaixo:
Licença Creative Commons
O trabalho Soneto Rio Doce... de Janete Sales Dany está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.


Também em vídeo no meu canal de YouTube:

Nenhum comentário:

Postar um comentário