Seguidores

domingo, 24 de abril de 2016

Vou me amar - Soneto Decassílabo Heroico



Amanheceu na minha vida, amor!
Talvez vou rir só para disfarçar
Se for triste acho que seguro a dor
Se for enlevo  vou comemorar


Que eu não perca o meu senso sonhador
E muitos vão querer me machucar
Vou mirar com olhar de vencedor
É o fim do meu sofrer, eu vou me amar!



Engoli tantas lágrimas meu bem
Eu trago em mim um mar que é meu refém
Travo, eu não quero inundar nossa terra!

Neste mundo só quero estar sorrindo
O meu ser sabe que vivo mentindo
Se chorar, como enfrento a minha guerra?

Janete Sales Dany
Poema@todos os direitos reservados
Registrado na Biblioteca Nacional

Licença Creative Commons
O trabalho Vou me amar de Janete Sales Dany está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

2 comentários:

  1. Você enfrenta a sua guerra com essas belas poesias e o resultado é a paz no coração de quem a le. A paz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia caro amigo escritor Eduardo Samuel. Fico feliz que apreciou. Uma honra tê-lo presente aqui no Blog. Uma semana de paz Grande abraço Volte sempre.

      Excluir