Seguidores

terça-feira, 9 de agosto de 2016

Pássaro Preso - Soneto Decassílabo Heroico

Lá no horizonte vive a liberdade
Onde se encontra aquela voz do vento
Corpo solto sentindo imensidade
Vontade que seduz meu pensamento

Asas abertas sobre esta cidade
O momento do meu renascimento
A esperança virando realidade
É sonho, acordo e vem o sofrimento!

Eu sou vida de um mundo tão pequeno
Vou mirando o que tem êxtase pleno
Vai se exibindo neste céu de encanto

Prossegue no clarão do amanhecer
Alcança o que não posso conhecer
E nunca escuta a mágoa do meu canto

Janete Sales Dany

Poema @protegido por lei
T5723934
São Paulo - Brasil
09/08/2016
Licença Creative Commons
O trabalho Janete Sales Dany de Pássaro preso está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.


Encerro esta publicação
com uma trova que tem tudo a ver


com este soneto: Passarinho na Gaiola
Passarinho atrás das grades
Vive vida de prisão
E só chora de saudades
Quer o céu, mas é ilusão!

Janete Sales Dany





Você também pode gostar:
CARTA DE UMA MÃE NO ASILO 
POESIA MAIS POPULAR NO BLOG

Nenhum comentário:

Postar um comentário