Seguidores

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Sou - Soneto Decassílabo Heroico


Seja quem você sempre foi na vida
Porém deixe que eu viva na verdade
Que eu seja quem sou, ás vezes descida...
Como todos, também sou tempestade!

Que eu seja recatada e até atrevida
Vivo a certeza e nunca a falsidade
Que eu seja quem sou, ás vezes subida...
Como todos, também sou claridade!

Quem eu sou, jamais sei dizer o certo...
Sou visível, e até caminho incerto!
Força das estações, pois sempre alterno...

Eu posso ser a flor e ser a fera...
Aceite o meu sol numa primavera
E o lamento que invade o meu inverno

Janete Sales Dany
Poema Registrado
Na Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro
No livro: Soneto Amor Eterno e Outras
4 estrofes
2 de quatro versos
2 de três versos
10 sílabas poéticas.
Com acentuação tônica: 
na 6ª e na 10ª silaba
Para elaborar este gif utilizei
o programa PhotoScape
Efeito Filme, ali você pode
mudar as cores da imagem.
E desta forma fica fácil
fazer uma animação 



Basta que salve cada fase da mudança
Veja na foto todas
as aplicações que existem:

Licença Creative Commons

O trabalho  Sou - Soneto Decassílabo Heroico de Janete Sales Dany está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.


Você também pode gostar:
CARTA DE UMA MÃE NO ASILO 
POESIA MAIS POPULAR NO BLOG

Nenhum comentário:

Postar um comentário