Seguidores

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Minha Imaginação - Soneto Alexandrino




Minha mente é medonha e tem ido distante
Sobe num céu que assusta e brinca com a vida
Espera anoitecer e se torna brilhante
Uma estrela luzindo e de alma colorida

Minha mente é levada e se faz delirante...
Sente lampejo em tudo, o coração trepida!
Bate forte sem pausa, e até fica faiscante.
Algo que vem e abala, é risco para a vida!

Sempre sonho acordada e parece verdade
Eu vislumbro outro mundo e sinto o meu passado...
Constato que é reencontro, algo estranho me invade!

Tenho em mim a avidez, como posso abrandar?
Assim, é meu viver, eu sou pássaro alado...
Minha mente é veloz, não queira desvendar!

Janete Sales Dany
Poema @Registrado na Biblioteca Nacional
No Livro: Soneto Manto Santo e outras
Página 06
Exemplo de Soneto Alexandrino

Sílabas tônicas que são obrigatórias na 6ª e 12ª sílabas

Min/ha /men/te é /le/va/da e/
 se/ faz/ de/li/ran/te...

Um soneto alexandrino possui 14 versos, 4 estrofes.
Dois hemistíquios cada um com 6 sílabas.

Definição de Hemistíquio: 
Metade de um verso cortado pela cesura.

 Eu vislumbro outro mundo 
e sinto o meu passado...


VEJA ESTE SONETO ALEXANDRINO
SEPARADO EM SÍLABAS POÉTICAS
AS SÍLABAS TÔNICAS NA  6ª e 12ª sílabas
COLOQUEI EM MAIÚSCULO PARA EVIDENCIAR


Um comentário:

  1. Meus parabéns, mente-poeticamente-voadora!...Um primor de soneto!...Amei!...Aplausos e beijos fraternos.

    ResponderExcluir